A diversidade das entidades da Umbanda e suas amplas atividades de atendimento, fez que a Umbanda, espalhar-se rapidamente pelo Brasil, como a primeira religião genuinamente brasileira, nasceu agregando influências das religiões que chegaram do estrangeiro, como o Cristianismo, religiões de matriz africana, Kardecismo e um pouco de influências do oriente, assim vemos muitas rezas do catolicismo inseridos na umbanda, e também as 7 linhas da umbanda formada por orixás africanos, os passes mediúnicos herança do Kardecismo, linha cigana que traz muito da cultura e costumes do oriente, e é claro nosso caboclo brasileiro e nossos pretos velhos, seres humanos que em vida, sofreram e foram desprezados e humilhados. Nossos ancestrais os preto-velhos foram obrigados a rezar e adorar tudo o que a igreja obrigava, por isso hoje essa mescla de santos e orixás, mas já bem entendido por todos que o sincretismo hoje não tem mais validade, apenas ficou como referência a esta triste época de escravidão e de opressão, comemora-se o dia de preto velhos no dia 13 de maio dia da abolição da escravatura.
Seu Tranca ruas das Almas é o mentor espiritual de nosso terreiro, é ele quem comanda os trabalhos de umbanda, em suas consultas ele orienta casais a seguir uma vida mais compartilhada, com mais amor e união, Seu Tranca Ruas é um exu muito evoluído, que enxerga muito longe, tem uma sabedoria milenar, e todos os sábados realizamos pequenas palestras sobre temas variados para que todo aquele que participa de nossa corrente e assistência, possa levar para casa palavras de conforto, mensagens de esperança, de vitórias, para ter uma semana mais fortalecida com os ensinamentos passados nesses “15 minutos de sabedoria”.
A umbanda nasceu para ajudar os menos favorecidos, nasceu para ajudar gente humilde, sem acesso à saúde e ajudas governamentais, em nossa casa contamos com a manifestação, de uma entidade chamada Seu Sete da Lira, que trabalha com curas espirituais, prestando atendimento aos necessitados e realizando cirurgias espirituais, a anos ele vem dando respostas aqueles que já não encontram mais esperança nos médicos da terra. Ele é auxiliado por mais duas entidades , Dr. Dimas e Dr. Frejah, seu sete da lira vem só nos dias do mês que aparece o número 7 (7,17 e 27 ).
Pai João das Almas é um preto velho muito rezador e curador, seus benzimentos e simpatias para asma e bronquite, já ajudaram muitas pessoas levarem uma vida mais normal; o caboclo flecheiro usa o Amaci de ervas (preparo de folhas, especialmente preparado, misturado a outros , amacerrados na água) e garrafadas também para cura.
Seu Zé Pelintra (José Gomes da Silva) é o exu que mais se assemelha ao ser humano, muito festeiro e brincalhão, sabe entender o sofrimento e as angustias de quem o procura, por isso sabe dar rapidamente respostas na vida do filho, abrindo seus caminhos e orientando em suas futuras decisões.
Maria de Padilha rainha das pombo-giras, seus atendimentos, são para dar orientações aos corações que sofrem, ela viveu em Sevilha na Espanha no século XIV, hoje ela vem cumprir missão espiritual, para poder ajudar.
Seu João caveira é um exu capaz de fazer uma alquimia na vida das pessoas, como ele mesmo diz se o filho tem fé, vai vinga !!
Ainda temos outras entidades do Pai, tia Maria do Balaio vem nas sextas feiras 13, quando possível, Maria Mulambo sua comemoração é no dia dos namorados, dia que os corações estão vibrando, o Cigano Ramirez que realizamos em nosso terreiro no dia de santa Sarah kali protetora do povo cigano, a tradicional festa cigana, com uma belíssima decoração e danças e comidas típicas. E sem poder citar todo mundo ainda tem as entidades espirituais dos filhos da corrente, que também atendem nos trabalhos de umbanda, e que sempre estão colocando luz no caminho de quem é merecedor.
A umbanda é uma religião genuinamente Brasileira, é composta por 7 linhas de vibração, em cada linha existe uma missão ou função especifica espiritual, dentro de cada linha existem, orixás e entidades, que atuam nessa vibração, na umbanda não temos a manifestação de orixás, somente de entidades espirituais, os orixás na umbanda são os nossos anjos, que não incorporam, a todo o momento, é cantado e rezado para eles, mas quem vem a terra são os seus mensageiros, as entidades de umbanda, pretos velhos, caboclos, exus etc.
Mostraremos abaixo o modelo das 7 linhas da umbanda, apresentado por W. W. da Matta e Silva.
1ª Vibração Original ou Linha de Orixalá
2ª  Vibração Original ou Linha de Yemanjá
3ª Vibração Original ou Linha de Xangô
4ª Vibração Original ou Linha de Ogum
5ª Vibração Original ou Linha de Oxossi
6ª Vibração Original ou Linha de Yori
7ª Vibração Original ou Linha de Yorimá

Conhecer a fundo as 7 linhas da umbanda, nos traz maior entendimento, para aprendermos mais sobre as entidades de umbanda, cada entidade, apresenta-se dentro de uma linha e falange, os elementos em seu ponto cantado e riscado, se completam, mostrando a sua origem, de qual linha ele é, qual a falange, quais são os elementos que ele trabalha, seu trabalho é voltado para cura, ou para negócios, ou para o amor, enfim uma entidade que esta firme e se apresenta de forma correta, fica fácil de confirmar as informações que ela passa através dos pontos cantados e riscados.

Pretos Velhos
Adorei as Almas!

São entidades purificadas, de antigos escravos africanos. Sábios, ternos e pacientes, dão o amor, a fé e a esperança aos “seus filhos”. São entidades que tiveram, o poder e o segredo de viver longamente através da sua sabedoria, apesar da rudeza do cativeiro demonstram fé para suportar as amarguras da vida, entenderam que somente o amor constrói e une a todos, que a matéria nos permite existir e vivenciar fatos e sensações, mas que a mesma não existe por si só. Com humildade, apesar de imensa sabedoria, nos auxiliam nesta busca, com conselhos e vibrações de amor incondicional. Também são mestres dos elementos da natureza, o qual utilizam em seus benzimentos. Fazem seu trabalho de caridade com arruda ou guiné, terços e rezas. Receitam ervas para os males do corpo e da alma, trabalham muito próximo a linha de Omolu.

Os caboclos
QUEM SÃO OS CABOCLOS DA UMBANDA?
A influência indígena na Umbanda é clara, mas não impede que outros espíritos nela trabalhem, observa-se também que caboclo é uma nomenclatura usada para se referir a ligação com a natureza que são as forças mantedoras da vida, Ex: Caboclo Beira-Mar, que traz como força maior as águas ou Caboclo sete pedreiras que traz como força o mineral e assim por diante nos vários nomes que identificam seu campo de ação.

Caboclo são os nossos “pais”, guias espirituais, que nos ajudam nos dando conselhos, nos confortando e nos amparando para que o mal não nos prejudique a nossa jornada de aprendizado na terra, São os nossos professores e mestres na escola do Mundo, são eles que estendem a mão, depois que todos já fecharam.